Júlio Rocha, Ministro Extaordinário da Comunhão, há já 14 anos, partilha o seu testemunho de serviço à comunidade, em mais uma reportagem da Voz de Santo Ildefonso

A Voz de Santo Ildefonso, conversou com Júlio Rocha,_MG_3881 Ministro Extraordinário da Comunhão, a exercer funções na paróquia de Santo Ildefonso, há já 14 anos, onde obteve o seu testemunho de serviço à comunidade espelhado nas seguintes palavras: “Ser Ministro da Comunhão é um dos bons serviços, senão o melhor serviço que eu possa prestar na comunidade de Santo Ildefonso. Tudo isto começou, com obra do Pe. Alfredo Soares, quando a mim e à minha esposa, nos convidou para este serviço. Ficamos logo, muito comovidos pelo convite, porque achamos que isto era um serviço extraordinário, efetuado, à comunidade. Não haja dúvidas que o melhor contributo que se pode  dar numa paróquia, é levar Jesus sacramentado às pessoas. Faço-o com muita dedicação e com muito espírito de concentração daquilo que estou a fazer. Para além do serviço na Eucaristia, ultimamente, após a celebração das 10h, vou levar a comunhão a pessoas com dificuldades de mobilidade. É, portanto, algo que faço com muito amor, porque é um serviço que faço a Deus. Temos uma equipa de 4 pessoas, e penso que todos, fazemos isto com um certo gosto e dedicação. Se amanhã aparecerem novos Ministros da Comunhão são sempre bem vindos. Apesar de momentos com mais atividades como o natal, por exemplo, conseguimo-nos desdobrar e cumprir a escala. Nós temos a nível da Diocese 2 encontros anuais de ministros, no Seminário de Vilar, mas independentemente disso, se na paróquia houver mais um ou dois encontros é sempre proveitoso, para falarmos, para retificarmos, algo que esteja mal. A comunidade gosta de nós, recebe-nos bem porque ela precisa deste grupo. Na período de férias do pároco, eu e o Sr. Calçada realizamos a Celebração da Palavra. Isto é outro ato que a nós dá gosto fazer. Acho que somos sempre úteis e devemos estar presentes nestas situações. Ficam nestas palavras, o testemunho, de um serviço fundamental para a Igreja.