Enchente na Missa de acolhimento aos pais dos catequizandos

Enchente na Missa de acolhimento aos pais dos catequizandos

Por Pedro Zão

 A manhã do passado Domingo, 15 de Outubro, iniciou-se na comunidade, com um espírito de alegria e um sorriso na cara daqueles muitos que ansiosamente aguardavam o inicio da celebração das 10h. Pais, filhos, avós, tios, primos, catequistas e demais paroquianos, todos aguardavam pela grande cerimónia de acolhimento dos pais dos catequizandos. Não quer dizer que nos anos anteriores assim o não fosse, mas o que é certo, é que este ano deixou repleta a Igreja de Santo Ildefonso. A Música não faltou e no final da eucaristia o coro infanto-juvenil, composto maioritariamente por crianças e jovens da catequese, decidiu presentear a assembleia a pedido do pe. Agostinho Pedroso, com o cântico final cantado do altar de frente para os fieis. Com um pequeno ramo na mão oferecido por um elemento do coro e acompanhado pelos acólitos, o pároco saiu da presidência e juntou-se ao coro no cântico final. O mesmo, momentos antes, na homilia, defendeu que “a presença dos pais nesta etapa de crescimento e amadurecimento dos seus filhos é fundamental e que sem isso não é possível formar bons cristãos para o futuro”. Já no exterior foi possível comer umas bolachas e tomar alguma bebida, tudo isto envolvido num verdadeiro espirito de confraternização. Este ano a paróquia conta com cerca de 60 catequizandos, em conjunto com o núcleo catequético de Fradelos.